O Conservatório de Macau, organismo dependente do Instituto Cultural da Região Administrativa Especial de Macau, criado em 1989, é constituído pelas Escola de Dança, Escola de Música e Escola de Teatro; é uma instituição educativa oficial em Macau que proporciona a formação regular de arte performativa. Tem como principal objectivo “promover a profissionalização e a generalização artística, fomentar a harmonia entre a vida e a arte”, sendo o seu lema “respeitar a arte, manter a beleza, ser elegante e aperfeiçoar o bom”. Procura promover junto dos alunos e da população o ensino de diferentes formas de expressão artística de forma integrada e sistemática, possibilitando o aparecimento de jovens talentos.

Nos últimos anos, com um enorme desenvolvimento do Conservatório e da causa cultural da R.A.E. de Macau, assim como a política cultural do governo, o Conservatório de Macau procedeu a diversos ajustes referentes à programação de cursos, aos regimes de avaliação, aos programas dos cursos e à qualidade dos corpos docente e discente; os resultados positivos já se fazem sentir. Assim, integra mais de 2000 alunos que, orientados por mais de 140 professores recrutados em prestigiadas instituições artísticas, oferecendo ainda ao público cerca de 100 cursos artísticos. Graças ao estudo rigoroso por parte dos alunos e à sua conjugação com os professores, a sua qualidade artística tem aumentado, o que é comprovado pelos níveis de exigência da Escola e pelos convites recebidos para apresentações e ainda pelos prémios obtidos em concursos públicos. A partir de 2005, abriu-se o curso de técnica em regime completo que corresponde a uma formação ao nível do ensino secundário técnico-profissional, permitindo assim aos seus alunos a formação artística abrangente, cujo programa se destina a preparar os formandos para continuar os seus estudos artísticos em instituições de ensino superior locais ou no estrangeiro, por forma a permitir-lhes seguir o caminho da profissionalização.

O Conservatório de Macau realiza em cada ano vários concertos, espectáculos de dança e de teatro, proporcionando aos seus alunos oportunidades de demonstração e acumulação de experiência de actuação em palco, reforçando assim a base sólida. Coordena os coros, a Companhia de Dança, a Companhia de Teatro, a orquestra filarmónica, a orquestra de percussão, a orquestra de sopro e a orquestra chinesa, etc.. O Conservatório de Macau incentiva os seus professores e alunos a participarem activamente em diversas actividades como concertos, espectáculos de dança, apresentações de teatro e intercâmbio cultural, de modo a enriquecer a experiência de actuação em palco. Para além dos cursos de divulgação artística, o Conservatório ministra várias acções de formação artística, tais como oficinas, workshops,

Em termos de instalações, para além das salas de aula, sala polivalente, fonoteca e mini-bibliotecas, dispõe ainda de um auditório e uma sala de recitais. Em 2004, a Escola de Dança passou a funcionar em novas instalações, oferecendo assim mais espaço, conforto e segurança para os alunos. As novas instalações da Escola de Teatro entraram em funcionamento em 2007. Em Setembro de 2008, a Escola de Música mudou para as novas instalações. Tudo isto visa permitir um bom ambiente de ensino e de estudo para o corpo docente e discente e corresponder ao desenvolvimento do ensino artístico de Macau.

Ao olhar para o futuro, o Conservatório de Macau, como de costume, empenha-se em fornecer e garantir ao público uma educação artística de qualidade, expandindo os seus horizontes, continuando a formar os jovens talentos, permitindo que as artes sejam um prazer para a vida.